Dependências e Transtornos

Conheça todos os nossos serviços.

Bipolaridade

Transtorno que alterna episódios de euforia (mania), depressão, com períodos intercalados de normalidade. Os picos da alternância de humor variam de pessoa para pessoa, algumas pessoas têm mais sinais de depressão e outras de mania. As crises podem ser graves, moderadas ou leves, com diferentes frequências.
Ainda não se sabe ao certo os fatores que contribuem para o surgimento da doença, mas acredita-se que há a influência de fatores genéticos e biológicos (na química do cérebro), além disso o tipo de personalidade e os estresses que a pessoa sofre desencadeiam um forte papel para o surgimento das crises.

Os sintomas que indicam a bipolaridade no estado de depressão são, desânimo diário ou tristeza, dificuldade de se concentrar, de lembrar ou de tomar decisões, perda de peso e perda de apetite ou comer excessivamente e ganho de peso, fadiga ou falta de energia, sentir-se inútil, sem esperança ou culpado, perda de interesse nas atividades, baixa autoestima, pensamentos sobre morte e suicídio, problemas para dormir ou excesso de sono e afastamento dos amigos. A tentativa de suicídio é um risco. O paciente pode consumir em excesso álcool ou outras substâncias.

Já o estado maníaco, apresenta sintomas como se distrair com facilidade, redução do sono, capacidade de discernimento diminuída, pouco controle do temperamento, compulsão alimentar, beber demais e/ou uso excessivo de drogas, ter relações sexuais com vários parceiros, gastar em excesso, hiperatividade, aumento de energia, fala em excesso, grande agitação ou irritação, entre outros.

Apesar de não ter cura, é possível viver bem e controlar o transtorno, mas para isso é necessário buscar tratamento e medicação especializada. O tratamento pode durar um tempo considerável e é feito por especialistas de várias áreas. Para agendar uma avaliação ou obter maiores informações, >>clique aqui.