A principal pergunta que quem sofre com o alcoolismo se faz é: como parar de beber? Essa é questão mais importante na vida do alcoólatra e também na vida das pessoas ao seu redor, como amigos e familiares. Isso porque os parentes são os que mais sofrem quando veem alguém querido tendo dificuldades com o vício e a dependência.

Por mais que se livrar do álcool seja o maior interesse para a vítima, há muita coisa por trás disso. A verdade é que existem 5 passos bastante efetivos até o tratamento contra o alcoolismo, ou seja, a pergunta “como parar de beber?” não pode ser respondida de forma muito simples. Afinal, superar a dependência em álcool é algo que merece ser visto com calma, entendimento e empatia.

Nesse artigo, nós iremos falar sobre como parar de beber apresentando 5 passos para um tratamento específico e personalizado. Continue lendo para saber mais.

Pessoa pensativa

Fonte: Maksym Kaharlytskyi / Unsplash

Como parar de beber: os 5 passos

Como você deve imaginar, largar o álcool não é uma tarefa fácil. Para muitas pessoas, a tentativa se torna uma batalha de anos ou mesmo décadas, até que elas sejam capazes de realmente se livrar da bebida. E quando isso acontece, a família faz uma verdadeira festa e se sente bastante aliviada pela conquista! Por isso, desistir não é uma opção em nenhum dos casos.

Você vai ver, enquanto ler esse post, que é completamente possível responder à pergunta “como parar de beber”, pois todos os dias, centenas de pessoas conseguem terminar o tratamento e contar suas histórias de superação.

Admitir o problema

Todo mundo diz que o primeiro passo é sempre o mais difícil, certo? Pois é! Começar pode ser complicado, mas depois do início, acaba se tornando menos doloroso. Admitir para si que tem um problema com o álcool requer coragem. É exatamente por esse motivo que a pessoa com a dependência precisa de apoio neste momento.

Partir de um estado onde ela não se enxergava como alcoólatra para um onde ela admite que, sim, seu consumo de bebida alcoólica é desproporcional, é transformador e é o primeiro passo na jornada de cura do alcoolismo. Na maioria das vezes, o indivíduo que bebe não consegue se ver como alcoólatra, por isso não admite o problema, porque para ele simplesmente não existe um problema, pelo contrário, está tudo fluindo normalmente. A recomendação é que se tenha paciência e empatia com quem passa por esse primeiro passo, pois é apenas o início do processo.

reconhecendo problema

Fonte: Gaelle Marcel / Unsplash

Parar de se comparar

Depois de admitir que tem problemas com o álcool, é comum o indivíduo se fazer a seguinte pergunta: “tudo bem, eu bebo mais do que deveria, mas sou mesmo um alcoólatra?”

Com isso na cabeça, uma série de comparações com outras pessoas começa a acontecer. Ele estabelece questões como: “eu não bebo tanto quanto tal pessoa, não saio todos os dias como aquele sujeito, por isso, não preciso de ajuda”.

Mesmo sabendo que seus hábitos alcoólicos não são saudáveis, por ver situações piores que a sua, o indivíduo acaba se confortando. Para chegar até a fase do tratamento, é necessário parar de comparar e perceber que não é porque existem pessoas mais dependentes que isso significa que você não precisa de ajuda.

Pensar no futuro “você”

Quer um passo efetivo para a pergunta “como parar de beber”? Pensar no futuro “você”, ou seja, refletir sobre como será o seu futuro daqui a um, três, cinco ou mais anos. Consegue imaginar como é, para alguém que luta contra o vício em álcool, parar e ponderar sobre a vida no futuro, e não no presente? Difícil!

Em todos os passos, o indivíduo precisa do suporte da família e dos amigos, mas é especialmente nesse onde ele mais necessita das pessoas mais queridas por perto. Isso porque pensar no futuro pode ser a causa de uma crise de depressão, ansiedade e outros transtornos psicológicos, além do aumento do próprio alcoolismo. Mesmo assim, passar por esse passo é fundamental para que a ficha realmente caia: ele precisa de ajuda.

alcoolismo-confusão

Fonte: Life Of Pix / Pexels.com

Perceber porque deve parar de beber

Parar de beber traz inúmeros benefícios para a saúde, como você já viu aqui. A lista de vantagens vai desde a melhora do aparelho digestório até a diminuição da chance de problemas no fígado. No entanto, como parar de beber resulta em diversos benefícios, uma ótima escolha é focar nas pequenas coisas que são recebidas de volta quando alguém larga a bebida alcoólica.

Fazer uma lista, mesmo que pequena, com as diversas vantagens que podem ser conquistadas, é uma grande ajuda para quem deseja sair do alcoolismo. Benefícios como mais tempo dedicado para a família e amigos, conversas mais profundas e atentas, conhecimento de novas pessoas, mais dinheiro sobrando, melhor qualidade do sono… É muito importante que o indivíduo faça a sua própria lista e perceba porque deve se livrar do álcool.

Homem com a cabeça baixa

Fonte: Bruno Aguirre / Unsplash

Fazer do tratamento e da sobriedade a maior prioridade

Para uma pessoa dependente de álcool, conseguir priorizar a sobriedade é o maior desafio do mundo. Só que antes mesmo de pensar em ficar sóbrio, é preciso passar pelo tratamento. É aí onde entra o último passo: tratar esse momento da vida como absoluta prioridade.

Ao fazer isso, o tratamento e a futura sobriedade se torna um verdadeiro comprometimento, o que influencia diretamente nos bons resultados do indivíduo.

O tratamento para alcoolismo requer lealdade e envolvimento por completo, ou seja, o paciente realmente precisa se entregar de corpo e alma. Por isso, escolher uma clínica de reabilitação é uma das coisas mais importantes do processo. A Clínica Viva Melhor possui tratamentos para alcoolismo, dependência química, tabagismo e outros tipos de transtornos psíquicos físicos.

Nós já ajudamos a salvar centenas de vidas nos mais de 10 anos de existência. Possuímos uma equipe especializada e multidisciplinar preparada para atender a todos que precisam de auxílio para sair dessa situação tão difícil.

Se você quer saber mais sobre como parar de beber ou conhece alguém que passa pelos problemas discutidos no artigo, entre em contato conosco através dos números:

(61) 3244-1810 | Brasília/DF

(81) 3032-4567 | Recife/PE

(62) 99180-1328 | Anápolis/GO

Ou, se preferir, agende uma avaliação! Ajude a salvar uma vida!